EnglishPortugueseSpanish

Citi estimula equipe a atuar em bancos de donos negros

Fonte: Valor Econômico

Banqueiros e operadores do Citigroup estão interessados em um novo programa que lhes permitirá trabalhar por um período em um banco de proprietários negros.

Como parte da iniciativa do gigante de Wall Street para orientar instituições de depósito dos Estados Unidos controladas por minorias, o Citigroup lançará hoje um programa no qual permitirá que executivos seniores ajudem essas empresas a fortalecer as operações ou estabelecer novas linhas de negócios.

A primeira participante do programa é Gina Nisbeth, diretora da divisão de trading do Citigroup que ajuda a supervisionar empréstimos e investimentos estruturados. Ela vai passar um ano trabalhando no Unity National Bank of Houston.

Após o assassinato de George Floyd em 2020 por policiais, bancos foram convocados a trabalhar com instituições de depósito de minorias, e muitos responderam com investimentos de capital. O Citigroup, por sua vez, forneceu US$ 50 milhões a meia dúzia de bancos como parte do compromisso de US$ 1 bilhão para reduzir a desigualdade de riqueza do país.

“Qualquer banco pode fazer investimentos de capital”, disse Harold Butler, diretor-gerente do grupo de setor público do Citigroup, parte do banco de investimento. “Estamos comprometidos com isso. Mas são coisas assim que fazem maior diferença. Mudam a narrativa. Gina vai mostrar a eles um novo caminho”, disse o executivo. “Colocar uma pessoa sênior de alto calibre – uma ‘estrela do rock’ como Gina – em um banco por até um ano com despesas cobertas pelo Citi, isso nunca foi feito”, disse Butler, que supervisionou grande parte do trabalho da empresa com instituições de depósito controladas por minorias.

Os maiores bancos do país e muitos de seus maiores clientes corporativos se esforçam para salvar instituições americanas de propriedade de negros. O primeiro banco organizado e operado por negros, o Capital Savings Bank, foi fundado em 1888, de acordo com o Federal Reserve (Fed, o banco central dos EUA). Nos 50 anos seguintes, 134 bancos controlados por negros foram estabelecidos. Hoje, restam menos de 24.

Inscreva-se!

Cadastre-se para receber novidades sobre ESG e outras notícias do mercado.

Ao preencher os dados do formulário você concorda com a nossa política de privacidade.

Gostou do artigo? Quero muito saber a sua opinião. Escreva um comentário!