EnglishPortugueseSpanish

Melhores Empresas em Práticas e Ações da Diversidade

As práticas antirracistas e de promoção da diversidade que têm sido realizadas por empresas e instituições foram reconhecidas no dia 13 de maio, durante o reconhecimento às “Melhores Empresas em Práticas e Ações da Diversidade”, organizado pela Iniciativa Empresarial pela Igualdade Racial, no Hotel Renaissance, na cidade de São Paulo.

Com a presença de Raphael Vicente, diretor geral da Iniciativa Empresarial, e mediador do evento, a ocasião também foi marcada pelo tributo aos 134 anos da Abolição da Escravatura.

Com esse reconhecimento estamos dando continuidade ao nosso sonho, iniciado em 2015, que é o de seguir trabalhando para ampliar as discussões acerca de todas as questões de raça. Com relação ao reconhecimento, identificamos que muitas vezes as empresas desenvolvem ações e práticas importantes e interessantes, ainda que pontuais, mas que merecem ser conhecidas pela sociedade e pelo mercado, inclusive demonstrando que há sim bons projetos e formas consistentes de superar os desafios impostos na jornada em direção a inclusão e diversidade”, destacou Raphael Vicente.

Nesta primeira edição de 2022, foram mais de 30 das maiores do país, as quais inscreveram mais de 50 projetos. Entre as empresas participantes estão Ambev, B3, Renault, Vivo, Bradesco, Basf, Mercado Livre, Dasa, GPA, Previ, PWC, KPMG, Solar Coca-Cola, Corteva, entre outras.

Presente ao evento, o professor José Vicente, reitor da Universidade Zumbi dos Palmares, enalteceu o trabalho realizado pela Iniciativa Empresarial e observou que é preciso continuar falando de luta, resistência, transformação e compromissos para com a população negra. “Quero agradecer a todos que tornarem realidade essa ocasião, com menção especial a Reinaldo Bulgarelli, consultor de diversidade nas organizações, secretário-executivo do Fórum de Empresas e Direitos LGBTI+, que muito colaborou para a criação da Iniciativa Empresarial e pela causa da diversidade e de raça; além de todos os profissionais de RH, diversidade e altas lideranças que muito contribuem para que a sociedade compreenda a importância da valorização étnico-racial“, pontuou o reitor.

O professor Valdir Martins, diretor executivo da Iniciativa Empresarial, ressaltou que os negros têm entrado nas universidades a partir dos anos 1960. Que é preciso compreender que ainda vivemos a terceira geração de executivos negros no mercado e que, é exatamente isso que precisamos ajudar a transformar. “Precisamos de políticas e programas de inclusão que permitam que os jovens possam ascender profissionalmente e esse encontro é um grande passo para evoluirmos para essa mudança“, ressaltou.

Luana Janot, fundadora e diretora executiva do ID_BR – Instituto Identidades do Brasil, disse que o tema da diversidade é muito caro à sociedade e que a igualdade racial é uma equação de soma. “É uma pauta que deve estar na agenda de todo o sistema, ampliando o diálogo e as iniciativas nesse contexto“, sublinhou.

Adequação às categorias da premiação, Inovação e Criatividade, Percepção de relevância/benefício para a sociedade, Qualidade técnica do conteúdo e Replicabilidade foram os critérios de avaliação das “Melhores Empresas em Práticas e Ações da Diversidade” reconhecidas pela Iniciativa Empresarial.

As empresas foram reconhecidas nas seguintes categorias:

Categoria 1 = Acesso de adolescentes e jovens ao mercado de trabalho:  KPMG, 1º. lugar – Vivo, 2º. lugar

Categoria 2 – Recrutamento e seleção: Bradesco, 1º. lugar – Magazine Luiza e Corteva, 2º. lugar (empate)

Categoria 3 – Ascensão de profissionais negros: PWC, 1º. lugar – P&G e GPA, 2º. lugar (empate)

Categoria 4 – Divulgação de metas e objetivos de equidade racial e ações de enfrentamento antirracista (internamente e com o mercado) de forma material e transparente: Basf, 1º. Lugar – Bosch, 2º. lugar

Categoria 5 – Engajamento da cadeia de valor: nenhuma empresa foi inscrita, pois, certamente, não havia projetos ou ações relevantes quanto à categoria proposta, o que inclusive nos aponta para uma questão a ser analisada junto com as empresas.

Categoria 6 – Projeto interseccionalidade: mulheres negras, LGBTQIA+ negros, pessoas trans negros, PCD negros, mães solo negras: Saint Gobain, 1º. Lugar – Bristol Myers, 2º. lugar

Categoria 7 – Compra Empoderada: Bristol Myers, 1º. Lugar – Ambev, 2º. lugar

Categoria 8 – Empresas não-signatárias – Categoria destinada a práticas do mercado em geral: Avon, 1º. Lugar, Solar Coca-Cola, 2º. Lugar – Assaí, 3º. lugar

Entre outros pontos observados ao longo da premiação, os representantes das empresas reconhecidas foram unânimes ao apontarem a parceria com a Iniciativa Empresarial como fundamental no processo de implantação dos pilares de raça, diversidade e inclusão.

Deixe um comentário

Conteúdos relacionados