Quinta-feira, 07 de abril

RACISMO
Unesco promove encontro de especialistas em Copacabana para medir impacto do racismo na economia
G1 – 06/04/2022

Ontem a UNESCO (Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura) realizou um workshop com especialistas internacionais para medir os impactos do racismo e da discriminação racial na economia. A ideia é desenvolver uma metodologia que será aplicada em cinco países-piloto (Brasil, França, Estados Unidos, Jamaica e alguma nação africana ainda não definida) para medir os custos macroeconômicos causado pelo racismo estrutural.

VEJA MATÉRIA NA INTEGRA

MERCADO DE TRABALHO
Profissionais de saúde negros usam carreira para cuidar da população negra
Estadão – 07/04/2022

De acordo com um levantamento do site Quero Bolsa, feito a partir de dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), o número de pessoas negras no ensino superior cresceu 400% entre 2010 e 2019, porém os negros não atingem mais de 30% das vagas em alguns cursos, como psicologia e medicina. Muitas vezes, os que conseguem se formar, acabam se dedicando a atender a população negra, como nos exemplos de histórias que o estadão traz nessa matéria.

VEJA MATÉRIA NA INTEGRA

DIVERSIDADE E INCLUSÃO
‘Diversidade é evolucionária, mais do que revolucionária’
Valor Econômico – 06/04/2022

Em entrevista para o Valor Econômico, Peter Grauer, presidente do conselho de administração da Bloomberg e conselheiro de dezenas de entidades, falou sobre o Índice de Equidade de Gênero (divulgado pela Bloomberg) e sobre a agenda ESG. Para o executivo, questões como o aumento da diversidade e inclusão nas empresas são mais evolucionárias do que revolucionárias, ou seja, são mudanças graduais e contínuas.

VEJA MATÉRIA NA INTEGRA

MERCADO DE TRABALHO 2
Líderes mais humanos, flexibilização na jornada, saúde mental e diversidade: pesquisa aponta mudanças para as empresas neste ano
Zero Hora – 06/04/2022

Um levantamento da consultora global Great Place to Work, feito com lideranças de recursos humanos e gestores brasileiros, constatou que as companhias que não melhorarem seus ambientes de trabalho tendem a perder espaço no mercado. No estudo 42,6% dos entrevistados disseram que o desenvolvimento e a capacitação de lideranças é o principal foco para melhorar o ambiente organizacional e buscar resultados.

VEJA MATÉRIA NA INTEGRA

ESG
Chegou a hora do ESG? Você deixa de ganhar dinheiro se não investir em empresas com preocupação social e ambiental?
UOL – 07/04/2022

A preocupação com os pilares ambientais, sociais e de governança corporativa tem cada vez mais ganhado destaque, inclusive na hora de investir. Pensando nisso, o UOL conversou com alguns especialistas, para ajudar os investidores a entender este momento.

VEJA MATÉRIA NA INTEGRA

ESG 2
Plataforma brasileira avalia grau de conformidade ESG nas empresas
Canaltech – 06/04/2022

Foi lançada pela Codex (empreendimento gaúcho de governança de dados) uma plataforma para companhias medirem seus índices de ESG. O serviço se chama Legaro e é totalmente gratuito. No final da avaliação, é mostrado a pontuação da empresa em cada um dos três pilares e são sugeridas possíveis melhorias.

VEJA MATÉRIA NA INTEGRA

Deixe um comentário

Conteúdos relacionados