Terça-feira, 18 de julho

NEWSLETTER – 18/07/2023

Estudo analisa 5 mil processos por tráfico de drogas e mostra que negros são alvo de prisões com baixo número de provas
João* foi preso durante uma ronda policial, numa manhã de maio de 2020, na periferia de Bauru (SP). Os PMs encontraram com ele cocaína e R$ 80 em espécie. Acabou condenado pela vara criminal da cidade a uma pena de sete anos, 11 meses e oito dias de prisão por tráfico de drogas. Os depoimentos dos autores do flagrante, no entanto, trazem como única descrição física do rapaz sua cor de pele: “indivíduo negro”. A quantidade de droga apreendida: 1,53 grama.

Leia a matéria na íntegra

Tática de Lula na Europa é jogar holofotes na sustentabilidade brasileira
A estratégia do presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) durante a cúpula Celac-UE, em Bruxelas, na Bélgica, é chamar o máximo de atenção possível para o comprometimento do Brasil em relação à sustentabilidade, de forma que isso ajude a abrir caminho para a assinatura final do acordo entre Mercosul e União Europeia até o final deste ano.

Leia a matéria na íntegra

ESG: Indra sustenta o combate ao suborno mantendo sua certificação no Brasil
A Indra, uma das principais empresas globais de tecnologia e consultoria, renovou no último mês de junho, pelo quarto ano consecutivo, sua certificação na ISO 37001, a norma internacional para sistemas de gestão antissuborno, em suas quatro filiais no Brasil, que incluem a Minsait, empresa líder de transformação digital e Tecnologia da Informação do grupo. Desde a primeira certificação, em 2020, a Indra tem conseguido renová-la anualmente, demonstrando sua capacidade em manter a robustez de seu modelo de compliance, desenvolvido e aplicado em suas filiais brasileiras.

Leia a matéria na íntegra

Racismo ambiental é conceito pouco usado na Universidade para analisar desigualdades
A noção de racismo ambiental vem sendo cada vez mais utilizada pelo movimento negro no Brasil para discutir os impactos da mudança climática e das decisões dos governos sobre a vida da população negra. Contudo, na universidade, ainda é pouco comum ver estudiosos usando esse conceito para analisar as desigualdades raciais quando o assunto é o clima. Quem faz essa reflexão é Huri Paz, mestrando em Sociologia na Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas (FFLCH) da USP e pesquisador do núcleo AFRO/Cebrap.

Leia a matéria na íntegra

Deixe um comentário

Conteúdos relacionados